De 18 a 31 de maio, a Casa da Memória Italiana realizará ações virtuais durante a 18ª Semana Nacional de Museus, agenda proposta pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) para comemorar o Dia Internacional dos Museus (18). A temática aborda “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão” e instiga e questiona a atuação e possibilidades dos museus.

 

Nesta edição, a Casa da Memória Italiana terá ações conjuntas ao Museu da Cana como lives temáticas e postagens #semanamuseus2020 que estimulam as lembranças de experiências em museus, sendo uma oportunidade para as pessoas expressarem suas ligações afetivas com os espaços.

 

“Toda a programação será desenvolvida nas redes sociais atendendo às orientações das autoridades de saúde para adoção de medidas de prevenção do coronavírus (COVID-19) e seguindo as recomendações do Ibram”, diz Alice Registro, gestora-executiva da Casa da Memória Italiana.

 

Em 23 de maio, às 14h, para fundamentar essa forma de interação cultural inédita e reinvenção do relacionamento entre os visitantes e os equipamentos culturais, os equipamentos farão uma live pelo canal do YouTube  com o tema “A Memória não fecha suas portas: Visões, experiências e estratégias em museus para sobreviver à pandemia” com a participação da Profa. Dra. Giulia Crippa (Università di Bologna) e Prof. Dr. Marco Almeida (USP-Ribeirão Preto).

 

A articulação em rede também integrará o curso de pedagogia do Centro Universitário Moura Lacerda divulgando parte da coleção museológica por meio do recurso #pracegover. O compartilhamento das descrições integra um exercício de formação dos estagiários e será discutido na live do dia 28, quinta-feira, às 16h, com a presença da professora orientadora do estágio Carla Damasceno, os alunos envolvidos e a professora Maria Paula Moita Pegoraro Lopes (da Rede Estadual e da Adevirp).

 

Para finalizar a agenda, dia 30, às 14h, acontecerá mais uma live. Dessa vez, a temática “Conservação de acervos museológicos em tempos de pandemia” terá a participação de Leila Heck (conservadora e gestora do Museu da Cana), Tânia Registro (historiadora) e Clark dos Santos (Coordenador de Programa de Conservação do Museu da Cana), que apresentarão suas experiências de conservação do acervo museológico em que atuam.

 

“A presença e participação do público é essencial para mantermos a cultura viva e celebrar os museus. Os interessados podem conferir todos os detalhes das atividades programadas nas redes sociais e na parte de notícias no site do museu”, finaliza Alice.